Template Tools
Martedì, 18 Gennaio 2022
Energia Sustentável PDF Stampa E-mail
Valutazione attuale: / 0
ScarsoOttimo 
Notizie - Brasile
Domenica 12 Dicembre 2021 12:30

Base Energia Sustentável

 


Livro "Sol, água e hidrogênio, que combinação é essa?" apresenta projeto inovador de energia hidrossolar no Brasil.

Sol, água e hidrogênio, que combinação é essa? O questionamento bem resume o conteúdo feito pela Base Energia Sustentável para o projeto de Furnas  Centrais Elétricas na Usina Hidrelétrica de Itumbiara (GO), que une as fontes hidrelétrica e solar com armazenagem de energias sazonais e intermitentes. A usina recebeu placas fotovoltaicas flutuantes somando a força da água e do sol para gerar energia verde.

Sob a coordenação do jornalista Enio Campoi, da Mecânica de Comunicação, a obra foi escrita por Gladis Berlato e Sylvia Mie, a partir de dezenas de entrevistas com especialistas num trabalho de busca de informações ao longo da pandemia. 

Com prefácio do ministro Bento Albuquerque, de Minas e Energia, e artigos dos presidentes de Furnas, Clóvis Torres Jr e da Base, Demostenes Barbosa da Silva, a publicação de 112 páginas ricamente ilustradas teve editoração eletrônica de Alcibíades Godoy. 

O conteúdo da obra resume o Projeto de P&D ANEEL PD 00394- 1606/2016  da Chamada de Projetos de P&D Estratégicos no 21/2016, que ensejou importantes resultados, no esforço de Furnas e da BASE Engenharia Sustentável, em busca de soluções para a adaptação do SIN (Sistema Interligado Nacional) ao contexto das mudanças do clima, no qual já se tornaram evidentes alterações impactantes da distribuição das afluências hidráulicas e capacidade de armazenamento de energia e de geração no parque gerador hidrelétrico no Brasil.

O projeto, que foi inaugurado nesta quarta-feira, dia 8 de dezembro, contou com investimentos de cerca de R$ 46 milhões, com recursos do fundo de P&D do setor elétrico brasileiro, e envolveu  60 profissionais de instituições brasileiras e estrangeiras, e de empresas brasileiras e estrangeiras. Além de Furnas e da BASE, participaram a Unicamp; UNESP; USP, Centro de Pesquisas de Energia Elétrica – Eletrobras CEPEL; Fundação Parque Tecnológico de Itaipu – PTI; Instituto SENAI de Tecnologia e Inovação de Goiás; Universidade de Brandenburgo, da Alemanha; Canadian Nuclear Laboratory (CNL), do Canadá; Cummins/Hydrogenics; WEG; e DBTEC.

Como principais resultados, pode-se destacar: a patente de plantas fotovoltaicas flutuantes (UFVF) depositada junto ao INPI. Considerada uma das mais avançadas e robustas tecnologias no mercado internacional, permite o ajuste do ângulo dos módulos de acordo com a latitude, e suporta ventos superiores a 240 km/h.

Outro ponto importante foi a demonstração e replicabilidade em larga escala da Sinergia Hidrossolar, com ganhos energéticos e econômicos. Estima-se que é possível instalar-se até 95 GWp nas maiores usinas hidrelétricas do SIN utilizando-se menos de 10% da área dos reservatórios, permitindo quase dobrar a capacidade instalada de geração do SIN, sem aumento expressivo de investimentos em conexões à rede básica.

Além disso, o armazenamento em larga escala com hidrogênio e baterias de lítio demonstrou ser possível assegurar-se plena normalização das sazonalidades e intermitências das fontes renováveis, em sinergia com as Usinas Hidrelétricas no SIN.

Nesse sentido, mostrou a capacidade de realizar parcerias estratégicas entre setores elétrico e de fertilizantes, na medida em que se pode utilizar o hidrogênio para produção de amônia e ureia, que permitirão a agricultura do Brasil contar com fertilizantes “verdes”, e reduzir as importações anuais de ureia que chegam a USD 37 bilhões anuais. Também é possível desenvolver uma estratégica e promissora infraestrutura de transporte rodoviário de cargas com base em hidrogênio no Brasil. A superposição dos mapas de localização das fontes de geração do SIN, com o mapa da malha rodoviária no Brasil aponta que o hidrogênio verde poderia ser usado como combustível limpo para abastecer uma frota de caminhões do tamanho da que hoje é operada no Brasil.

Sobre a BASE Energia Sustentável

Fundada em 1998, a BASE Energia Sustentável é uma empresa brasileira, com sede em Brasília e filial em São Paulo, dedicada a oferecer consultoria, engenharia, construção e montagem eletromecânica, e a propor e desenvolver soluções e projetos sustentáveis, em especial no âmbito energético. A extensa experiência profissional de seus fundadores inclui projetos desenvolvidos no Brasil e internacionalmente, juntamente a concessionárias, produtores independentes de energia, órgãos governamentais em diferentes esferas, instituições financeiras multilaterais, e instituições governamentais multilaterais. Entre suas áreas de atuação estão sinergia hidro-solar, geração sustentável de energia na Amazônia, restauração florestal com créditos de carbono, transporte urbano sustentável, desenvolvimento de autoprodução de energia sustentável, gestão de sustentabilidade ambiental corporativa, regulação na área de energia e cálculo de impactos de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Site oficial: https://basengenharia.com.br/

 


Assessoria de Imprensa:


Mecânica de Comunicação

Mecânica Comunicação Estratégica
Tels.: (11) 3259-6688/1719
E-mail.: Questo indirizzo e-mail è protetto dallo spam bot. Abilita Javascript per vederlo.

 

Ultime Notizie

RICOMINCIO DA TRE
  La rappresentanza degli italiani all’estero ad un bivio  ... Leggi tutto...
COMITES elezioni
     Com’era nelle previsioni, l´ Espirito Santo... Leggi tutto...
Abcic divulga vencedores...
  Abcic divulga vencedores do Prêmio Obra do Ano em Pré-Fabricados de... Leggi tutto...
Serviço de Atendimento ao Campo
  Produtor Rural já tem um Serviço de Atendimento ao Campo Com o... Leggi tutto...
8º Congresso Brasileiro de Fertilizantes
    8º Congresso Brasileiro de Fertilizantes Desequilíbrio... Leggi tutto...

Rivista La Gazzetta

 
Edizione 41
La Gazzetta 41
 

40 | 39 | 38 | 37 | 36 | 35 | 34 | 33 | 32

31 | 30 | 29 | 28 | 27 | 26 | 25 | 24 | 23

22 |